24 de April de 2020

Theatro Municipal de SP recebe celebração dos 60 anos do imperador japonês

Orquestra Filarmônica da BSGI foi a grande estrela do evento

O concerto foi um presente de toda a colônia nipo-brasileira ao aniversário do imperador japonês

Recorte precioso da orquestra em ação

Execução impecável garantiu um espetáculo inesquecível

Enlevo, inspiração e júbilo. Foram esses os sentimentos que marcaram a noite de 28 de fevereiro de 2020 para os mais de mil espectadores presentes ao Theatro Municipal de São Paulo para celebrar os 60 anos do aniversário natalício de Sua Majestade o imperador Naruhito do Japão. Saúde, sorte e felicidade são os objetivos do Kanreki, termo japonês que significa “retorno do calendário”. A Orquestra Filarmônica Brasileira do Humanismo Ikeda – OFBHI, da Associação Brasil SGI foi a grande estrela do evento oferecido pelas maiores entidades representativas da colônia nipo-brasileira. Autoridades municipais, empresariais e demais convidados presentes puderam apreciar um seleto e significativo repertório musical escolhido especialmente para a ocasião.


“Emocionei-me!”, exclamou o cônsul-geral do Japão em São Paulo, Yasushi Noguchi, logo após o concerto. Enfatizou que a interpretação especialíssima do clássico do cancioneiro japonês, Kojo no tsuki (A lua além do castelo desolado). Visivelmente tocado, emendou: “me remeteu à infância no Japão, à minha terra”. Foi também a sua primeira vez em um concerto da OFBHI. “Fiquei entre surpreso e sensibilizado pela excelência! E por haver tantos músicos brasileiros entre os descendentes nikkeis”, exclamou novamente. Parabenizou a BSGI pelo grande trabalho em promover um grupo tão focado em seus ideais.


O coordenador do evento, Carlos Kenji Fukuhara, enfatizou o empenho de centenas de voluntários para a realização dessa comemoração. “Programamos um evento em que pudéssemos oferecer uma apresentação cultural digna e majestosa para toda a sociedade brasileira. Assim escolhemos um concerto musical no Theatro Municipal de São Paulo”.


Representando o prefeito de São Paulo, Luiz Álvaro Aguiar de Menezes, secretário Municipal de Relações Institucionais, fez um retrospecto da longa relação da família imperial japonesa com o Brasil e, em especial, com a cidade de São Paulo. Desde a primeira imigração japonesa, em 1908, muitos dos que desembarcaram em Santos tiveram na cidade paulistana seu primeiro pouso antes de partirem para o interior. Desde então, mais de um século se passou e muitas foram as vezes que São Paulo recebeu visitas de representantes da família imperial. O aniversariante da noite, imperador Naruhito, quando ainda príncipe herdeiro, esteve por 3 ocasiões, em datas festivas, efemérides importantes para a história da colônia.


O repertório da noite inclui uma peça de Ludwig van Beethoven escrita em 1798; Romance para violino e orquestra nº 2 em Fá maior , op . 50. Finlândia, de Jean Sibelius, poema sinfônico, cuja primeira versão foi escrita em 1899, sendo posteriormente revisada em 1900; Danzón nº. 2 é uma composição orquestral do compositor mexicano Arturo Márquez e é uma das mais populares e frequentes peças orquestrais mexicanas contemporâneas de música erudita; Kojo no tsuki, do pianista e compositor japonês Rentaro Taki música da música foi inspirada nas ruínas do Castelo de Oka; e uma das mais belas composições da Soka Gakkai Internacional, Jovens escalem a montanha do século XXI, inspirada no poema de mesmo nome, de autoria do poeta, filósofo, humanista e pacifista Daisaku Ikeda.


Um destaque especial fica a cargo da participação especialíssima do Núcleo para o Desenvolvimento da Orquestra – NDO, na apresentação da canção Kojo no tsuki. O grupo é composto por crianças e jovens de 6 a 17 anos, e é ligado à OFBHI. Como o próprio nome induz, é composto por jovens musicistas que futuramente farão parte do corpo principal da orquestra. A iniciativa de promover a participação do NDO em concertos faz parte dos ideais da mantenedora BSGI, de promover a criação de valores humanos para a construção de uma perene e sólida cultura de paz.
Camila Alves, diretora de Marketing e convidada para o evento, exclamou: “Chorei muito. Me senti enlevada, alçada a novos patamares de existência”. O empresário Farouk Yassif, de Bangladesh, convidado da prefeitura de São Paulo, se disse encantado com a magnificência do teatro. Em visita à cidade acompanhando o presidente de seu país, se disse “fascinado com a exuberância do evento”. Cláudia Aparecida Monteiro, cabeleireira e também convidada, se disse igualmente emocionada com a musicalidade da orquestra. Embora não tenha tido muitas outras oportunidades de apreciar esse estilo musical, declarou-se uma entusiasta leiga. “Quero conhecer mais dessa orquestra e da associação que a mantém. Iniciativas como essa devem e precisam ser conhecidas e divulgadas!”.


Autoridades presentes:
• Renato Ishikawa – presidente da Associação Brasileira de Cultura Japonesa
• Takao Yorei – Beneficência Nipo-brasileira de São Paulo
• Hossegumi Muranaka – Presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Japão
• Eduardo Yoshida – Presidente da Aliança Cultural Brasil-Japão
• Carlos Kenji Fukuhara – Coordenador do evento e vice-presidente da Ass. Bras. Cultura Japonesa
• Yasuhi Noguchi – Consul Geral do Japão em São Paulo
• Luiz Álvaro Aguiar de Menezes – Secretário Municipal de Relações Institucionais, representando o prefeito Bruno Covas
• Regina Silva Pacheco – Secretária Municipal Adjunta da Secretaria de Cultura, representando o secretário Alexandre Yussef
• José Roberto Rodrigues de Oliveira, cel – Secretário Municipal de Segurança Pública
• Milton Matsumoto – Conselheiro do Bradesco
• Euclides de Paula Araújo – Superintendente de Relações Institucionais da Honda do Brasil
• Júlio Kiyoshi China – Vice-presidente da BSGI


Retrospecto das visitas da família imperial:
• 1958 – celebração dos 50 anos da imigração japonesa ao Brasil. Visita do príncipe Hisaka, irmão do então imperador japonês
• 1977 – visita do casal herdeiro do trono de Crisântemo, Akihito e Michiko
• 1978 – nova visita do casal herdeiro para os 60 anos da imigração japonesa ao Brasil
• 1982 – o então príncipe herdeiro da Casa Imperial vem ao Brasil pela primeira vez e apresenta-se tocando viola com a Orquestra Sinfônica Jovem de São Paulo
• 1997 – agora já o casal imperial, voltam ao Brasil para o início das comemorações dos 80 anos da imigração japonesa ao Brasil
• 1988 – nova visita do príncipe herdeiro para as celebrações oficiais dos 80 anos da imigração japonesa
• 2018 – visita da princesa Mako, sobrinha do atual imperador, para as comemorações dos 110 anos da imigração japonesa.

Voltar para o topo

Outras notícias

May de 2020

April de 2020

Mais notícias

Notícias + lidas

Sede Central da BSGI
Rua Tamandaré, 1007
Liberdade - São Paulo - SP
Brasil
CEP: 01525-001
Telefone
+55 11 3274-1800

Informações
informacoes@bsgi.org.br

Relações Públicas
rp@bsgi.org.br
Informações Gerais
Contatos
Newsletter

Redes Sociais
Facebook
YouTube
Instagram
Twitter
Sites Relacionados
Soka Gakkai Internacional
Daisaku Ikeda
Josei Toda
Tsunesaburo Makiguchi
Cultura de Paz
Editora Brasil Seikyo
CEPEAM
SGI Quarterly
Escola Soka do Brasil
Extranet BSGI